Home Arte
A Arte Sacra no Brasil Colonial

A Arte Sacra nacional, que no entender de Eduardo Etzel, representa o "Berço da Arte Brasileira" conforme o próprio título de um dos muitos livros que publicou sobre este tema, teve seu momento de maior significado e expressão, durante todo o século XVIII e até o início do século XIX, quando o Barroco floresceu no Brasil, já tardiamente, pois havia sido abandonado pelos europeus, há bastante tempo, substituído que fora pelo Neoclassicismo.

Leia mais... [A Arte Sacra no Brasil Colonial]
 
Pintura e escultura barroca no Brasil

A pintura de temática religiosa é a principal característica da arte pictórica brasileira, durante sua fase barroca. Trata-se da pintura encarada, via de regra, como ornamento complementar ao conjunto arquitetônico, vista como obra monumental e decorativa, mais um acessório ao trabalho principal, que nesse caso, seria a própria igreja ou capela.

Leia mais... [Pintura e escultura barroca no Brasil]
 
História dos presépios na Arte Sacra

Quanto a origem dos presépios, alguns pesquisadores reportam-se aos primeiros séculos da era cristã, considerando como elementos precursores do presépio, as representações da natividade em afrescos das catacumbas romanas, bem como na ornamentação dos sarcófagos nelas recolhidos. Dessas antigas representações da arte cristã primitiva preservou-se uma cena do esculpida sobre um sarcófago datado do século IV na catacumba de Santa Priscila, em Roma.

Leia mais... [História dos presépios na Arte Sacra]
 
A Arte Sacra Maneirista

O termo maneirismo, vem da palavra italiana "maniera", que no século XVI, tinha o significado de estilo, no sentido de refinamento. Para alguns historiadores da arte, entretanto, esse termo está ligado diretamente à idéia de "amaneirado". Isto é, "à maneira de", significando o estilo italiano, na pintura entre 1520 e 1580, abrangendo, portanto, um período de 60 anos apenas que, sucedendo ao Renascimento, antecipou-se ao Barroco, servindo como estilo intermediário entre os dois grandes períodos.

Leia mais... [A Arte Sacra Maneirista]
 
Arte Sacra Neoclássica

O último período da história da arte em que houve uma produção artística de temática nitidamente religiosa e que pode ser definida ou identificada como Arte Sacra, foi o Neoclássico, que surgiu em Roma, nas duas últimas décadas do século XVIII, desenvolvendo-se e expandindo-se até as três primeiras décadas do século XIX abrangendo, portanto, um período de cerca de 50 anos. A denominação Neoclássicismo surgiu no início do século XIX, carregada de forte conotação pejorativa, para designar as manifestações artísticas retomadas da antiguidade clássica greco-romana.

Leia mais... [Arte Sacra Neoclássica]
 
Pintura e escultura neoclássica

O ideal da pintura neoclássica, foi a seleção da beleza natural, depurada de toda imperfeição. A pintura do período neoclássico opunha-se às características valorizadas pelo Barroco, vistas então, como exageros estéticos. A volta aos antigos valores clássicos gregos, bem como a pintura renascentista italiana, serviram de inspiração à pintura neoclássica. Foi pautada nos principios defendidos por Anton Raphael Mengs, para quem a pintura era uma arte liberal, que deveria basear-se em regras e métodos seguros, sendo recomendado o conhecimento histórico do tema retratado.

Leia mais... [Pintura e escultura neoclássica]