normas-regulamentadoras

Normas Regulamentadoras: Para que servem? Quais são?

Normas regulamentadoras são parte crucial do trabalho de qualquer profissional que se prese. Não é de hoje que várias pessoas estão procurando algum meio de alcançar o sucesso e realmente fazer a diferença no que diz o assunto de segurança.

Um curso de reciclagem NR10 é o melhor exemplo que eu posso entregar sobre a importância de se seguir as normas do governo em si. Afinal de contas, várias empresas estarão constantemente cobrando para que você tenha resultados cada vez mais certos.

Acidentes de trabalho são realmente um problema para quem deseja ter uma empresa com produtividade ilibada e tranquilidade nas operações. Hoje seria possível dizer que a maioria delas está exigindo que o funcionário já tenha algum conhecimento prévio antes de ingressar.

Mas claro, todos os treinamentos em normas regulamentadoras são de responsabilidade dos empregadores. São eles que precisam pagar pelo treinamento em si e tudo o mais que vem no pacote.

Entretanto muitas delas acabam por escolher profissionais que já possuem uma certificação. Assim garantem que terão menos gasto e não precisarão contar com um tempo gasto no treinamento.

Este será o assunto de hoje, abordaremos os objetivos das principais NRs e quais elas são. Vamos aumentar nosso conhecimento técnico?

Normas regulamentadoras: para quem servem?

Primeiramente é importante notar que a maioria destas normas serão aplicadas em trabalhos que possuem riscos inerentes à profissão.

A norma regulamentadora, ou NR, é criada com o objetivo de traçar métricas de segurança aceitáveis para bons resultados dentro de uma empresa.

Isto significa que realmente existirão problemas possíveis, e que podem ou ser evitados ou amenizados. Estes são os famosos acidentes de trabalho, mas que podem ser somados a outras situações que causem prejuízos reais.

Por exemplo, é comum que pessoas que trabalhem com eletricidade acabem por correr o risco de choques elétricos. A melhor maneira de evitar este problema então é criando uma norma com os principais equipamentos e procedimentos de segurança.

Estas normas são amparadas pelas leis do nosso estado, e geram multas pesadas para a empresa que não cumprir tudo à risca. Lembrando que são todas criadas baseadas em estudos de profissionais e especialistas na área de segurança do trabalho.

Não existem critérios que sejam propositalmente criados sem eficácia comprovada. Então tenha boa fé e siga as orientações.

Lembrando que até mesmo quem não tem um patrão e trabalha como autônomo terá benefícios.

NR10

A principal norma que estou sempre tratando aqui irá falar exatamente dos trabalhos em altas tensões. O que para a engenharia elétrica seria qualquer valor acima de 50 volts em correntes alternadas, ou mesmo 120 volts em sistemas com correntes contínuas.

Este valor é escolhido, pois pode acontecer de o contato com a pele gerar o risco real de choque elétrico. Então vale a pena ouvir o que está listado aqui.

Serão vários tipos de precaução, além de equipamentos a serem utilizados para você não correr riscos que possam ser perigosos no dia a dia.

Lembrando que em casos de alta potência existe um curso específico, que chamamos de curso NR10 SEP.

NR 32

Esta é a norma que irá trabalhar com materiais que podem perfurar ou cortar o trabalhador. Muito comuns em construção civil ou mesmo ambientes industriais.

Enquanto a maioria dos acidentes resulta só em pequenos ferimentos, é importante notar que muitos acabam realmente sendo mais preocupantes.

Sendo assim minha recomendação direta é que você utilize os equipamentos corretos e siga as orientações necessárias. Uma lesão rápida pode ser realmente problemática e demorar para se curar.

NR35

Esta também é uma norma que costuma ser combinada com outras, afinal de contas irá tratar de atividades em grande altitudes. Quando você não está preparado para enfrentar este tipo de situação acaba sendo realmente importante que você não corra o risco de sair por aí com escolhas e ideias erradas.

Hoje em dia é quase impossível listar todos os trabalhos que podem ser executados em regiões altas. Mas todos eles possuem igual importância para o dia a dia das nossas cidades.

Os eletricistas, por exemplo, são os mais beneficiados por técnicas e normas benéficas deste tipo.

Qualquer um que esteja trabalhando a uma altura superior a dois metros, mesmo que de escada, irá estar sob a tutela desta lei.

NR12

Outra das normas regulamentadoras mais voltadas para ambientes industriais. Esta aqui irá reger os procedimentos que envolvem máquinas pesadas e móveis.

Um equipamento que pesa toneladas não tem inteligência própria, e por isso pode acabar por encontrar com alguém em sua trajetória. Os danos podem ser realmente grandes, e na maioria das vezes acabam por serem perigosos até mesmo para a vida.

Por isso siga suas orientações.

Conclusão

Por hoje é isso, espero que agora você tenha entendido que as normas regulamentadoras estão aqui para nos ajudar. Procure saber quais se encaixam na sua profissão e se capacite.

Lembrando que os cursos com certificado valem muito para seu currículo!